Acabo de não morrer

 

Lu Paludo, bailarina, professora e coreógrafa

 
A todo instante eu poderia dizer isso…

Todo o dia, até o fim.
Acabo de não morrer significa “agora”…

Poder pronunciar “agora” é não estar morto;

É por em evidência a motricidade (fr)agilidade.
Caminha, agora, mas, move-te rápido

Antes que te alcance… a morte.

Sim, foge da morte!

Anda rápido, corre!
Contudo, prolongue teu instante, sem fazer-te vil,

Sem enrijecer a carne,

Sem trancar os orifícios…
Prolongue teu instante sem deixar de ser “motor”,

Sem deixar de ter “caminho”,

Sem largar a mão da sorte.
Que sorte ser “agora”,

Que sorte todo o dia, até o fim…

Até que – forte – eu diga: acabo de não morrer.

 

(Lu, dia 23 de outubro de 2005)

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: